segunda-feira, 31 de julho de 2017

Um look... por Óbidos

Sim, estou de férias e não estava a pensar vir aqui nestes dias, mas tive de esvaziar a máquina fotográfica e encontrei por lá estas fotos que tirámos há cerca de 15 dias, em Óbidos. Como gostei delas (e adoro este look), aqui estão :)

Espero que gostem e... até já!


sexta-feira, 28 de julho de 2017

FÉÉÉÉÉÉRIAS!

Vou fazer o máximo dos máximos para desligar. Não estranhem se "desaparecer" por completo.
Eu volto!

quinta-feira, 27 de julho de 2017

Instantâneas #21

Este blogue já está um bocadinho em modo férias, por isso vou estando sempre mais presente pelo Instagram. Se ainda não o fazem, sigam-me por lá. Até porque não tarda nada estou eu totalmente de férias e o blogue vai andar às moscas. Quero desligar completamente de tudo, mas acho que não vou conseguir não partilhar convosco os lugares que vou conhecer.

Aqui ficam as últimas fotos que tenho partilhado no Instagram.


quarta-feira, 26 de julho de 2017

Os meus olhos estão tristes porque têm de ver o mundo pela janela

Uso lentes há 10 anos. Toda uma década a remeter os óculos para uma prateleira, onde os vou buscar apenas ao final do dia. Mas anteontem as lentes traíram-me e causaram-me uma porcaria de uma úlcera na córnea (as lentes e o uso do computador durante quase 10h por dia). Por isso, ontem e hoje toca de usar óculos e nada de enfiar lentes nos olhos. Não se trata de não gostar de me ver de óculos (não gosto, mas isso é o menos), é mesmo uma questão de gostar de ver o mundo sem uma moldura à volta, sem janelas à frente. Mas paciência, podia sempre ser pior.

(Até porque estou quase de férias!!)

sexta-feira, 21 de julho de 2017

Don't try

Somebody asked me: "What do you do? How do you write, create?" You don't, I told them. You don't try. That's very important: not to try, either for Cadillacs, creation or immortality. You wait, and if nothing happens, you wait some more. It's like a bug high on the wall. You wait for it to come to you. When it gets close enough you reach out, slap out and kill it. Or if you like its looks, you make a pet out of it.

Charles Bukowski

quinta-feira, 20 de julho de 2017

quarta-feira, 19 de julho de 2017

Se calhar volto para Óbidos

Gosto tanto desta pequena vila! Não fosse tão longe de Lisboa e ia para lá viver amanhã. Já para não falar que sou muito mais feliz ao fim-de-semana, claro.

Fiquem com mais umas fotos, tiradas com o iPhone 7. Algures no tempo partilharei as que tirei com a máquina.




terça-feira, 18 de julho de 2017

Sempre comigo

Já estavas gravada na minha memória, no meu coração e, de certa forma, também no meu corpo. Agora estás gravada no meu pulso, onde se sente, tão bem, a passada apressada do meu coração, a tentar sobreviver à tua ausência.

Curtas e rápidas

Ontem fui até ao Dolce Vita Tejo ver a estreia de Game of Thrones, às 21h. O episódio estreou logo de seguida no SyFy, às 22h15. Mas como imagino que muita gente ainda não tenha tido oportunidade de ver, não vou ser spoiler. Só digo que gostei da experiência de ver a série no cinema, mas a imagem estava demasiado escura nalgumas partes.


segunda-feira, 17 de julho de 2017

O Inverno chega hoje

Óbidos e um fim-de-semana dos bons

Quem me segue no Instagram já sabe que este fim-de-semana foi passado por Óbidos. Assim que soubemos as datas do Mercado Medieval de Óbidos decidimos marcar uma estadia e passar por lá um fim-de-semana. Calhou ser este que passou e lá fomos nós. No caminho para lá tivemos logo uma surpresa incrível que foi um furo num dos pneus do carro. Iupi! Lá tivemos de mudar para o suplente (juro que ajudei!) e seguimos caminho. Chegados a Óbidos, fomos descobrir onde ficava a Foral Guest House, onde ficámos alojados, e partilho convosco o nome porque adorei o lugar. Fica mesmo dentro da vila (dentro das muralhas), tem uma decoração linda e é muito acolhedora. Ficámos apenas uma noite, de Sábado para Domingo, mas gostei imenso. Nunca tinha ido ao Mercado Medieval de Óbidos e fiquei surpreendida por ser tão envolvente e divertido. Têm aluguer de trajes (não alugámos), coroas de flores por todo o lado (eu levei duas que já tenho há alguns anos), muitas lojinhas com coisas bonitas e comida e bebida por todo o lado. Também havia quem fizesse penteados "medievais" e eu decidi fazer um no segundo dia. Depois há os espectáculos, claro, que vimos quase todos durante os dois dias. E diversão, música e dança a toda a hora. Todo o envolvente da vila, com o castelo e as enormes muralhas ajudam — e muito — ao ambiente. A vila é maravilhosa com as vistas para as vinhas e para o santuário de Óbidos (tão lindo!). Já tinha estado lá várias vezes, mas cada vez gosto mais de lá ir e descubro sempre sítios novos. A única má experiência que tivemos foi com os restaurantes que não gostámos lá muito. No Sábado almoçamos num que era mais ou menos e jantámos na feira (foi o melhor!). Mas no Domingo decidimos escolher outro restaurante para almoçar e foi horrível. Não vou partilhar o nome, porque não acho correcto, mas fica o desabafo. O único problema destes fins-de-semana tão bons é mesmo voltar ao trabalho na Segunda-feira, mas — pensamento positivo — já falta pouco para as férias!


quinta-feira, 13 de julho de 2017

Uma capa à prova de gente desastrada

Não me considero propriamente uma pessoa desastrada, mas ultimamente tem sido pior, sendo que só este ano já parti três telemóveis (2 iPhones e um ranhoso). Coisa que, até então, nunca me tinha acontecido. O primeiro a sofrer nas minhas mãos foi o querido 5S que já tinha mais de três anos. Caiu ao chão, partiu-se o vidro todo e como achei que não havia recuperação possível comprei o 7. Entretanto, tinha o 7 pouquíssimo tempo quando caiu e partiu-se todo também. Felizmente tínhamos feito seguro e tratámos de o accionar. 60€ e muitos telefonemas depois, lá foi o iPhone para arranjar. Mas como o seguro é uma valente bosta nem sequer se dignaram a emprestar um telemóvel de substituição e lá tive eu de ir recuperar um super antigo. Mas entretanto, a mãos de manteiga em que me tornei tratou de o deixar cair também e lá se foi mais um vidro. (Sim, tenho tido muita sorte ultimamente.) Felizmente o iPhone 7 voltou minimamente rápido e aqui estou eu feliz da vida, mas cheia de medo que volte a cair e me dê um ataque cardíaco. Posto isto, começou a busca por uma capa super hiper mega anti-quedas (e anti-Marisa). O meu amor encontrou a Otterbox, uma marca que se dedica a fabricar capas ultra resistentes e muito protectoras. Ainda por cima tem umas bem giras, com padrões fofinhos. Escolhi a que mais me agradava (foi esta) e encomendei. Chegou ontem, uma semana depois, e tratei logo de a pôr a uso. A capa é muito gira, fácil de colocar e bastante dura. Acho-a um pouco grande de mais e pesada, mas não há milagres, não é? O telemóvel fica um pouco mais pesado e maior, mas nada que me incomode muito. O que me interessa realmente é que o posso atirar do terceiro andar e ele sobreviver. Por isso, tudo bem.

Champô seco Ultra Suave

Até há bem pouco tempo era extremamente difícil encontrar champô seco em Portugal, sem ser online. Por isso, eu comprava o famoso Batiste no site Primor (onde custa 3€) — agora também está à venda na Primark e no Pingo Doce. Mas entretanto parece que as marcas acordaram para este fenómeno e é ver champôs secos um pouco por todo o lado. O que me chamou mais à atenção foi o da Ultra Suave, porque gosto bastante da marca, principalmente do cheirinho maravilhoso dos produtos. Ainda não experimentei, mas fiquei com curiosidade, apesar de cada vez usar menos champô seco.

Já alguém experimentou?

terça-feira, 11 de julho de 2017

Saldos da Parfois

A Parfois é, para mim, a melhor marca de malas em termos de qualidade e preço. Para além de ter sempre coisas bem giras e estar sempre a evoluir, sem ficar parada no tempo. Claro que as malas não duram uma vida, mas com uma média de preços nos 20€ também não nos podemos queixar. Eu gosto de ir mudando de malas, porque me canso facilmente delas, por isso é mesmo a melhor opção. Nos saldos acabo sempre a comprar uma ou outra mala, porque acho que vale mesmo a pena. Aqui ficam algumas opções bem giras e em saldos.

AQUI

Um look... por Alcochete

Neste dia fomos dar um passeio para os lados de Alcochete e descobrimos este lugar tão bonito. Não ia com ideias de fotografar o look, mas como tínhamos a máquina acabaram por sair estas fotos. Finalmente consegui encontrar calções de ganga que gosto, na Pull&Bear, e comprei em duas cores (os outros são estes). Gosto que fiquem bem largos, mas estes estão um bocado de mais porque me enganei no número (tão croma). A camisola já sei que muitas de vocês gostam, porque se fartam de dizer no Instagram :D Eu também gosto muuuuito dela! De resto, nada de especial :) Espero que gostem!


segunda-feira, 10 de julho de 2017

Só se estraga uma casa



Há um ano

Ri, chorei, gritei, fiquei tão, mas tão feliz! E hoje sorri só de pensar nesse maravilhoso dia :) Eu nem gosto de futebol, não ligo nenhuma a clubes e até acho uma parvoíce aquela gente ganhar mais num dia do que eu numa vida (ou em várias). Mas só por isto, já vale a pena.

Instantâneas #20

Bom dia, alegria!

O fim-de-semana foi muito bom, mas passou a correr, como é hábito. Entretanto, mais uma semana que começa e hoje trago-vos os últimos posts pelo Instagram, que andou algum tempo às moscas pela falta de telemóvel, mas agora já está a voltar às origens.


sexta-feira, 7 de julho de 2017

Cortinados: ter ou não ter, eis a questão

Neste momento, em minha casa, não existe nem uma janela com cortinados. Quando me mudei para lá há mais de um ano, estava tudo menos preocupada com cortinas e outras coisas igualmente acessórias, como candeeiros e tal. Mas entretanto já enchi as paredes com molduras, arranjei almofadas para os sofás (e para a cama e para as cadeiras...), decorei os móveis, enchi as prateleiras de livros, mas cortinas e candeeiros nem vê-los. Os candeeiros que existem são os que o senhorio já tinha, mas a sala e os quartos continuam com uma simples lâmpada a pender do tecto. Quanto aos cortinados, no quarto principal já metemos o varão e comprámos uns cortinados (que foram fazer a bainha), mas o resto continua seminu. Não é que me incomode muito, honestamente, mas acho que tenho adiado principalmente pelo trabalho que dá. Agora que já começo a pensar seriamente no assunto, vejo que é bastante difícil encontrar cortinados giros e a um preço que não me leve a dizer "que se lixem os cortinados".

Mas depois conheci um site espectacular com cortinados tão fofinhos (e não muito caros) que me fez repensar toda esta questão e querer "cortinar" toda a casa — vamos tentar esquecer que os gatos dão cabo daquilo tudo, está bem? Como neste momento me faltam essencialmente para um quarto e para a sala, concentrei-me nisso e fiz uma pequena selecção. Agora resta escolher. Vai uma ajudinha? :)

Para a sala, talvez.
AQUI

Os melhores saldos

São os da Mango, na minha opinião. Ainda mal começaram e já estão com descontos até 70%, nada daqueles descontos de 1€ que até me fazem corar. A Mango é uma das minhas lojas preferidas e costumo fazer por lá bastantes achados nestas alturas de promoções. Mas admito que prefiro (de longe!) a loja online para isso. Não tenho problemas nenhuns em comprar online e se por acaso não gostar da peça é só ir até à loja mais próxima e devolver ou trocar — muito simples. Posto isto, ficam algumas oportunidades que acho que valem bastante a pena, com descontos a sério.

39,99€ 12,99€
AQUI

quinta-feira, 6 de julho de 2017

"My body is my journal, and my tattoos are my story."


Há precisamente seis anos experimentei a minha primeira tatuagem. Era falsa, foi feita na praia e escolhi um colibri para ficar no meu braço a viver durante umas duas semanas. Na altura gostei tanto dela que sabia que um dia iria querer fazer uma verdadeira. Mas precisava que tivesse significado, precisava de pensar bem no assunto e de ter a certeza absoluta. Acabei por fazer a minha primeira (e a segunda) tatuagem apenas em 2014, passados quase 3 anos. Decidi tatuar uma andorinha atrás do pescoço e um M no pulso esquerdo. Ambas têm imenso significado e gosto muito delas, já passaram mais de três anos desde que as tenho e nunca me arrependi nem um bocadinho. Não gosto muito de as mostrar nem de falar sobre elas, são muito minhas. Entretanto, já tinha tido vontade de fazer mais uma, mas até agora ainda não me tinha decidido ao certo sobre o que fazer. Até que na semana passada tive a certeza. Ia fazer uma pequena estrela, apenas o contorno, no pulso direito. Fiz na passada sexta-feira e aqui está ela, a acompanhar os meus dias. Esta nova tatuagem é a mais pessoal de todas, não me atrevo a explicar especificamente o seu significado e, honestamente, ainda bem que quase ninguém pergunta.

Sim ou não? #14

Estas calças da Moschino custam uma pequena fortuna, mas vamos ignorar essa parte, pode ser? Parecem bem fresquinhas e são muito elegantes, sem dúvida. Mas eu inclino-me mais para o não, porque não são bem o meu estilo.

E vocês?

Moschino (€598) em Farfetch.com

quarta-feira, 5 de julho de 2017

O batom da felicidade

Num destes dias tive de ir à farmácia e vi este batom, chama-se "Oh Yeahh!" e diz ser uma verdadeira fonte de felicidade. E foi mesmo isso que me chamou logo à atenção. É fabricado por uma organização dinamarquesa que se chama The Happiness Research Institute e se dedica a investigar as causas e os efeitos da felicidade humana. Posto isto, a organização chegou a uma fórmula incrível chamada HBC, que inclui kiwi e cacau, ingredientes naturalmente ricos em triptofano, e ainda griffonia simplicifolia, uma planta com propriedades terapêuticas que ajuda a controlar a boa-disposição, a melhorar o sono e a controlar o apetite. A juntar a tudo isto o batom tem cores mesmo giras e é super hidratante (a embalagem também é fofinha). Eu comprei o prateado, que é o básico e deixa os lábios apenas brilhantes, mas preferi experimentar primeiro este. Custou cerca de 11 ou 12€ e deve estar à venda em várias farmácias. Quanto à felicidade... bem... não creio que seja fácil chegar à conclusão se resulta ou não, mas talvez se vá conseguindo perceber com o tempo.

Já alguém experimentou? :)

terça-feira, 4 de julho de 2017

10 coisas sobre mim — Especial Verão

1 - Meto sempre protector solar na praia/piscina: 50+ na cara e 30 no corpo
2 - As minhas praias preferidas são as da Arrábida (mas fujo delas a sete pés durante o Verão)
3 - Durante a infância passei muitas férias de Verão em Espanha
4 - Fico ainda com menos vontade de comer. Só me apetece massas frias e gelados
5 - Bronzeio com muita facilidade e bastante rápido (apesar de ficar com cor de lula no Inverno)
6 - Tenho uns 15 biquínis e fatos-de-banho
7 - Levo sempre almofadinha para a praia
8 - Leio muito mais durante o Verão, principalmente nas férias
9 - Só como bolas de berlim (sem creme) na praia
10 - Dificilmente me enfio dentro de umas calças durante os meses mais quentes

segunda-feira, 3 de julho de 2017

É desta que deixo de ver Game of Thrones

Foi na temporada passada que a série me começou a provocar "medo" em vê-la. Vi cada episódio com um aperto no peito, sabendo que há sempre qualquer coisa pior que pode acontecer. Honestamente, acho que a série se está a tornar demasiado maquiavélica e violenta para o meu gosto. Além de ter cenas muito gráficas, quando não há necessidade. Esta nova temporada está quase a chegar e diz que vai ter um vilão ainda pior que Ramsay Bolton (será possível?). E eu começo a achar que se calhar está na altura de deixar de a ver.

sábado, 1 de julho de 2017

Olá, Julho

Hoje começa Julho e falta um mês para eu ir de férias! Esperemos que este mês seja maravilhoso — para mim e para todos vocês.

Quem faz anos neste mês e quem vai de férias? :)

Sobre o meu Instagram

Não estranhem se as fotos no meu Instagram tiverem uma qualidade bastante duvidosa durante estes dias, é que estou sem o meu iPhone e tenho um telemóvel de substituição que não tira fotos tão boas. Eventualmente o meu iPhone irá regressar (esperemos que seja ainda este ano), e tudo voltará à normalidade.

Bom fim-de-semana!