quarta-feira, 29 de março de 2017

Ver mal é uma seca

Desde os meus 12 anos que sei que tenho miopia — é provável que já tivesse antes, mas nunca tinha descoberto. Na altura, o oftalmologista indicou-me que apenas precisava de usar os óculos nas aulas, visto que a miopia que eu tinha não era ainda muito elevada. Mas entretanto continuou a piorar e vi-me mesmo obrigada a usar óculos sempre. O problema é que eu nunca me habituei a eles, não porque não goste de me ver de óculos, mas porque acho extremamente desconfortável. Não sei explicar bem porquê, mas acho que tem a ver com as aberturas de lado, sendo que se olhar por lá vejo tudo desfocado e isso faz-me uma confusão tremenda (por exemplo, a descer escadas). Por isso, aos 16 anos comecei a usar lentes de contacto e, desde então, são as minhas melhores amigas. Na altura disseram-me que quando chegasse aos 18 anos as dioptrias iriam estabilizar, o que não aconteceu. Depois disseram que aos 21 talvez parasse de aumentar. Entretanto tenho 26 anos, um astigmatismo para juntar à colecção e dioptrias que não param de crescer. E isto é uma chatice porquê? (Para além de todas as razões óbvias.) Porque ainda há cerca de um mês e pouco encomendei lentes para seis meses e já sinto que preciso de mudar a graduação. Durante o dia não tenho quaisquer problemas em ver o que está no computador, mas quando preciso de ver ao longe é para esquecer. E agora, que hei-de fazer? Ainda tenho lentes para quatro meses e aquilo ainda é bastante caro. Mas é cada vez mais difícil sentir que me esqueci das lentes em casa quando estou com elas colocadas. Raios parta a miopia.

Sim ou não? #11

PUMA x Careaux Basket Strap (disponíveis a 7 de abril)

Sim ou não?

terça-feira, 28 de março de 2017

A pensar nos dias quentes

Hoje acordámos com nevoeiro e um frio nada característico da Primavera, por isso vesti collants e um vestido de quase-Inverno, calcei umas botas e peguei no casacão. Mas a minha vontade era outra... Eu só queria enfiar as sandálias, um vestidinho cheio de flores e está a andar. Eu gosto de frio, gosto da roupa mais quente, reconheço-lhe um conforto inigualável. Mas já não me apetece! Já estou cansada de todas as minha roupas e sapatos, estou farta de vestir collants, já não posso com a minha cor transparente. Por isso, venham os vestidos e as perninhas ao léu, pode ser? E estas pecinhas aqui em baixo também, já agora.

{Podem clicar nas imagens para ir para o site, onde há algumas destas peças com desconto — ainda por cima!}

Sou só eu?

Sou a única pessoa que não acha grande piada àquela coisa das histórias (ou "stories") das redes sociais? Começaram por aparecer no Instagram, uma cópia descarada do Snapchap — rede social a que nunca liguei nenhuma. Agora também existem no Messenger do Facebook. Mas que raio? Não acho mesmo piadinha nenhuma no Facebook e no Instagram também não sou grande adepta e raramente uso. E olhem que eu que trabalho na área... Mas não consigo ver grande utilidade naquilo, principalmente agora que estão em tooodo o lado. E vocês? O que acham?

segunda-feira, 27 de março de 2017

Muito cor-de-rosa

É engraçado que hoje em dia eu goste tanto de cor-de-rosa, porque lembro-me de ter uns 15 anos e detestar! A minha cor preferida penso que sempre foi verde — ainda é. E houve uma altura em que eu só vestia essa cor. Hoje em dia sou bastante mais abrangente, mas gosto cada vez mais de apontamentos em cor-de-rosa. Não só na roupa, mas também em acessórios, na decoração, aqui no blogue... enfim, em tudo um pouco. Acho uma cor tão bonita e com tantos tons diferentes que me parece impossível não ter gostado dela em tempos idos. São tempos que já lá vão e hoje apeteceu-me andar à procura de coisinhas que demonstrem este meu "pink love".